segunda-feira, 30 de setembro de 2013

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Prêmio Professores do Brasil



INSCRIÇÕES ATÉ O DIA 30 DE OUTUBRO. PARTICIPE!

O Prêmio Professores do Brasil é uma iniciativa do Ministério da Educação, promovido juntamente com as instituições parceiras. O Prêmio foi instituído em 2005, por meio da Secretaria de Educação Básica (SEB), e tem como objetivo reconhecer o mérito de professores das redes públicas de ensino, pela contribuição dada para a melhoria da qualidade da educação básica, por meio de experiências pedagógicas bem-sucedidas, criativas e inovadoras.

Mais informações: http://bit.ly/prof_brasil



Festival Curta Histórias



Estão abertas as inscrições para o Festival Curta Histórias, que apoiamos com outros parceiros e prevê a produção de vídeos por alunos da Educação Básica da rede pública de todo o País. 

O tema é Africanidades Brasileiras.


Saiba mais sobre a iniciativa:

#R2 via Fundação Telefônica



José Pacheco Cria Dicionário de Valores na Educação

Depois de já ter revolucionado os moldes tradicionais de ensino na Escola da Ponte, o professor português José Pacheco, hoje um estudioso da realidade brasileira, resolveu lançar um dicionário de valores em educação que reúnem conceitos que, segundo ele, precisam ser considerados nos processos de aprendizagem. O documento, que começou a ser produzido em 2012, foi finalizado neste ano e disponibilizado recentemente para download gratuito.
Para cada letra do alfabeto, Pacheco fala sobre um conceito, um valor ou um tema, como autonomia, lealdade, tolerância e até não-violência, meio ambiente e qualidade de vida. Todos eles relacionados à educação. “Publiquei dois dicionários: um deles, sobre absurdos da educação; outro, sobre utopias. Como soi dizer-se, não há dois sem três: farei um dicionário de valores”, afirma o educador na abertura de sua obra.
crédito janaka Dharmasena / Fotolia.comJosé Pacheco, fundador da Escola da Ponte, descreve, de A a Z, conceitos importantes no ensino e na aprendizagem

Tive de fazer escolhas logo no primeiro verbete. A letra A poderia ser de amizade, mas logo surgiu o valor dos valores: o amor”, afirmou Pacheco, sobre o processo de construção, durante evento de lançamento do livro em São Caetano do Sul (SP) no semestre passado.
Confira abaixo, o resumo de alguns verbetes presentes na obra, selecionados pelo Porvir:
Autonomia“Autonomia não é um conceito isolado, nem se define em referência ao seu oposto – define-se na contraditória complementaridade com a dependência, no quadro de uma relação social aberta. O conceito de singularidade é próximo, mas situa-se aquém da autonomia, porque o reconhecimento da singularidade consiste na aceitação das diferenças interindividuais, enquanto autonomia é o primeiro elemento de compreensão do significado de “sujeito” como complexo individual. A autonomia exprime-se como produto da relação. Não existe autonomia no isolamento, mas relação eu-tu. Conclusão: a autonomia convive com a solidariedade.”
Prudência“Será urgente proporcionar às crianças oportunidades de aprenderem a não se compararem com outros, de usarem de um poder, que não sirva para mandar, mas para ajudar. Uma extrema prudência é necessária na criação de novas estruturas, dispositivos, atitudes, pois é um processo complexo, exige longa e perseverante aprendizagem.”
Responsabilidade“A modernidade projetou-nos numa ética individualista, na qual se pretende conservar a benesse da liberdade, ignorando a prática da responsabilidade, algo que lhe é inerente. A educação formal fragilizou o conceito de ética e as transgressões são justificadas como regras do jogo para a sobrevivência. Urge, por isso, que estâncias educacionais, como as escolas, concretizem uma educação integrada na pólis, o exercício da corresponsabilização na formação, uma formação estruturante da vida pessoal e comunitária.”
Tolerância“O termo tem origem na palavra tolerare, que significa suportar pacientemente. Mas poder-se-á aceitar que a paciência suporte a indiferença? Poder-se-á tolerar que todas as atitudes sejam consideradas legítimas? Poderemos incorrer  num  relativismo “tolerante”,  onde  a  verdade  e  a  mentira  se equivalem? Talvez se deva considerar uma tolerância mais próxima de algo que dá pelo nome de…  aceitação.”
Verdade“Venho repetindo que o princípio da veracidade deverá nortear todos os projetos educativos.  Ainda que sem que disso tome consciência, a criança age filosoficamnete, buscando verdades, verdades, como que reconstitui a história da filosofia dos adultos.”

Fonte: Porvir

Oficina Gratuita de Contação de Histórias no CCJF

Grupo Mosaicos - Luciana Zule, Maria Coelho e Rudi Garrido


Tudo bem?
 
Gostaríamos de convidá-los para a Oficina de Contação de Histórias gratuita no dia 03/10 às 18h30.
 
Inscrições por telefone  12h às 18h :  3261-2552 e 3261-2567. 
 

 
O Prazer das Histórias
 
 
O prazer das histórias é uma oficina voltada para educadores e profissionais de centros de cultura, gratuita, onde a narradora oral Luciana Zule, integrante do Grupo Mosaicos, falará da prática de se contar ou ler histórias em espaços de educação, tendo como o foco o prazer em si que esta prática oferece, antes de qualquer preocupação pedagógica, e o quanto isto reflete posteriormente nos trabalhos escolares, como na prática da leitura e na produção de textos. A oficina terá reflexões práticas e teóricas, com momentos lúdicos e de fruição estética.
 
Oficineira: Luciana Zule (integrante do Grupo Mosaicos)
Local: Centro Cultural da Justiça Federal
Datas: 03 de outubro de 2013
Horário: 18:30 às 20h

Inscrições somente por telefone entre 12h e 18h: 3261-2552 e 3261-2567


Beijos, aguardamos você.

 
Maria Aglae e Andrea Garcia
Seção de Atividades Educativas do CCJF


segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Curso de Coordenador Pedagógico de 1º ano



Sr. Diretor,

                        Informamos que realizaremos o 4º encontro do curso para Coordenadores Pedagógicos de escolas com turmas de 1º ano no dia 26 de setembro (5ª feira).

As escolas serão divididas em dois horários:

           Manhã – às 8h (da 09.18.002 a 09.18.053)
           Tarde – às 13h 30min (da 09.18.055 a 09.18.511)

LOCAL: 09.18.029 Escola Municipal Presidente Arthur Bernardes

            Solicitamos que os Coordenadores Pedagógicos levem para o encontro um exemplar do Caderno Pedagógico do aluno de 1º ano do 3º bimestre.
Sua presença é indispensável.



Atenciosamente,

Rita Simone Pereira Ramos
Gerente da E/SUBE/9ªCRE/GED

Matrícula 11/194.909-8


4 práticas que levam alunos a aprender com alegria

O modelo de sala de aula tradicional já não funciona bem. Vivemos em um período de transição, onde muitos professores sentem dificuldade em atender às necessidades da nova geração. De forma mais clara, estamos mudando de um modelo centralizador para um modelo colaborativo de ensino. Os erros passam a ser um caminho para o acerto, e não o determinante entre o sucesso e o fracasso. A padronização do ensino é derrubada para dar espaço à personalização. Valorizaremos competências novas nos alunos, como o pensamento crítico, a empatia, a comunicação, a liderança, a ética, entre outras que são mundialmente conhecidas como competências do século 21.
O computador com um bom sistema educacional é uma ótima ferramenta para transformar a sala de aula em um verdadeiro antro da aprendizagem. Porém, existem outros meios de inovar e que podem ser feitos sem o uso do computador. Usando a gamificação, podemos implementar essas grandes mudanças na educação que tanto queremos ao mesmo tempo que motivamos os alunos.
Gamificação é um termo que começou a ganhar popularidade em 2010, mas que já é usado de diversas formas há vários anos. Trata-se da utilização de elementos e técnicas de jogos em contextos que não são jogos, com a finalidade de aumentar a motivação das pessoas envolvidas e resolver os problemas desse contexto. Evitem confundir jogos educacionais com gamificação. Introduções feitas, vamos ao que interessa.
crédito lidomo / Fotolia.com4 práticas que levam alunos a aprender com alegria


Para saber mais clique aqui


















Fonte: Porvir

UM PASSEIO PELO MUSEU HISTÓRICO NACIONAL, AGORA EM LIVRO!



Estará sendo lançado no dia 7 de outubro, às 12h30m, o livro “Museu Histórico Nacional”, que traça um paralelo entre a história do Brasil e trajetória institucional do próprio museu. Com texto de Eduardo Junqueira e fotografias de José Caldas, o livro traz, ainda, crônicas de Ana Arruda Callado, José Luiz Alquéres, Laurentino Gomes e Mary Del Priore, além do francês Dominique Poulot. Lançamento no próprio Museu.

O livro está dividido em três blocos temáticos. O primeiro apresenta ensaio fotográfico sobre a arquitetura do conjunto que abriga o Museu Histórico Nacional, um dos mais significativos da cidade do Rio de Janeiro, remontando à Fortaleza de Santiago, construída no século XVII. Detalhes do Antigo Arsenal de Guerra, da Casa do Trem e do Pavilhão das Grandes Indústrias da Exposição do Centenário da Independência de 1922, que geralmente passam desapercebidos, ganham destaque na obra. O segundo bloco aborda o surgimento do primeiro museu de história do Brasil voltado à instrução pública e as relações entre museu e sociedade. Criado em 1922 por decreto do então Presidente Epitácio Pessoa, o MHN consolidou-se ao longo de noventa anos como o mais importante museu de historia brasileiro, detendo sob sua guarda 80% de todo o patrimônio museológico pertencente ao Instituto Brasileiro de Museus/Ministério da Cultura. O último bloco ressalta, em belas fotos, peças importantes do acervo do museu que auxiliam na compreensão da história nacional.

Editado pelo Museu Histórico Nacional e Editora Olhares, com formato de 23 X 30 cm, 300 páginas, capa dura, fotos atuais e do acervo do MHN, o livro estará à venda naLoja do Museu Histórico Nacional e nas principais livrarias do país.

Valor unitário: RS 100,00. Valor promocional no dia do lançamento: R$ 70,00.
ISBN: 978-85-62114-27-4.

Museu Histórico Nacional

Praça Marechal Âncora, s/nº

Próximo à Praça XV

www.museuhistoriconacional.com.br

mhn.comunicacao@museus.gov.br

Telefone: 21-25509220



Dia de Brincar - Educação Infantil



Prezados Gerentes de GED,

Bom dia!

"O brinquedo era ainda a peça do processo de produção que ligava pais e filhos." 
(BENJAMIN, 2002, p. 92)


Lembramos que na próxima semana, no dia 24/09 (última terça-feira do mês), acontecerá mais uma vez nas unidades o "Dia do Brincar"


Contamos com o apoio dos profissionais que atuam desde a creche à pré-escola, promovendo em cada instituição experiências que envolvam a confecção de brinquedos e vivências brincantes com as crianças e seus familiares.


Solicitamos ampla divulgação desta ação para todas as unidades de Educação Infantil.


Atenciosamente,

GEI


quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Encontro com autor da Biblioteca do Professor


Caros Professores, Agentes Auxiliares de Creche e Bibliotecários

Estaremos realizando mais um encontro com autores da Biblioteca do Professor, com a autora de Fazes-me falta, Inês Pedrosa.
. dia 24/09/2013
. às 10h
. no Real Gabinete Português de Leitura
. rua Luís de Camões nº 30, no Centro
. inscrições pelo e.mail  inscricaoinespedrosa@gmail.com


Att.
Catharina

E/SUBE/CED/Mídia-Educação
Tel:2976-2318 /2976-2319

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Abertura da Maratona Guimarães Rosa



Sr. Diretor

Solicitamos divulgar amplamente a Abertura da Maratona Guimarães Rosa.

O evento contará com a presença do Acadêmico ARNALDO NISKIER.

Contamos com a participação das Escolas, pois é um momento muito importante de conhecimento da obra do autor homenageado e de promoção da Escrita na Maratona.

O evento é aberto a alunos e responsáveis.


CRE
DATA
HORÁRIO
LOCAL
ENDEREÇO
ACADÊMICO

25/09
14h
 E.M. Rachel de Queiroz
Av. Presidente Vargas, s/nº - Praça Onze
DOMÍCIO PROENÇA
23/09
14h
Colégio Logosófico
Rua General Polidoro, 36- Botafogo
CÍCERO SANDRONI
18/09
10h
E.M. José Veríssimo
Rua Henrique Dias nº 34 - Rocha
CARLOS NEJAR
24/09
10h
Núcleo de Artes Grécia
Rua Brás de Pina nº 1614
EVANILDO BECHARA
23/09
10h
Auditório da E/5ªCRE
Rua Marupiara, s/nº- Rocha Miranda
MURILO MELO FILHO
20/09
10h
E.M. Monte Castelo
Rua Ouseley, s/nº - Coelho Neto
EVANILDO BECHARA
19/09
10h
CIEP Carlos Drummond de Andrade
Rua Cândido Benício, s/nº - Praça Seca
NÉLIDA PIÑON
26/09
10h
E.M. Tarso da Silveira
Rua General Bernardino de Matos, s/nº- Realengo
EVANILDO BECHARA
25/09
10h
Lona Cultural Elza Osborne - Teatro de Arena
Estrada do Rio A, 220- Campo Grande
ARNALDO NISKIER
10ª
18/09
14h
Auditório da E/10ª CRE
Av. Padre Guilherme Decaminada, 71- Santa Cruz
CARLOS NEJAR
11ª
20/09
14h
Biblioteca Popular Municipal Euclides da Cunha
Rua Danaides s/nº - Cocotá – Ilha do Governador
ARNALDO NISKIER


Atenciosamente,



Alexandre Rodrigues / Tel: 82463824
Assistente II da E/SUBE/9ªCRE/GED
Matrícula 12/231.918-4


Um poema em cada árvore ( Mobilização Nacional 2013)



Prezados Professores,  
Saudações poéticas!

Apresentamos o projeto Um poema em cada árvore que acontecerá em nossa cidade nos dias 20 e 21 de setembro de 2013:
  
RELEASE do Um poema em cada árvore (Mobilização Nacional 2013)
 
Dia 21 de setembro de 2013 será realizado o Um poema em cada árvore (Mobilização Nacional), quando acontecerá em 70 cidades brasileiras uma edição simultânea do Um poema em cada árvore - iniciativa de incentivo à leitura que utiliza as árvores como suporte de leitura.
 
No dia em que se comemora o Dia da árvore, uma rede poetas, educadores, agentes culturais e sociais estarão mobilizados em levar a poesia aonde o povo está.

Um poema em cada árvore é uma iniciativa de incentivo à leitura realizada mensalmente desde agosto de 2010 na cidade de Governador Valadares, Minas Gerais.

Idealizada pelo poeta Marcelo Rocha e realizada pelo Instituto Psia, a iniciativa caracteriza-se por utilizar as árvores como suporte para a leitura, pendurando mensalmente poemas de poetas desconhecidos do grande público nos oitis valadarenses.

Esta foi uma forma encontrada para construir novos espaços de fruição poética, ampliar o acesso da população à poesia e colocar o trabalho de poetas contemporâneos em contato com novos públicos.

Um poema em cada árvore foi uma das iniciativas finalistas do Prêmio Vivaleitura 2011 e atualmente é um dos projetos finalistas do Prêmio Vivaleitura 2012, premiação executada pela OEI - Organização dos Estados Ibero-Americanos

Caso você queira participar com suas poesias ou de seus alunos, encaminhe para cileneoliveira@rioeduca.net sinalizando seu nome, escola e bairro onde mora, para que seja encaminhado à Biblioteca Escolar Municipal mais próxima!

Aguardamos seu trabalho até 4ª feira!

Abração da Cilene 


E/SUBE/CED/Mídia-Educação
Tel:2976-2318 /2976-2319


Cilene Alves de Oliveira
Bibliotecária - Assistente II
Gerência de Mídia - Educação

Rio, uma cidade de leitores!


Twitter: @Cilene_oliver  
               @BEM_RJ 


sábado, 14 de setembro de 2013

"Showminário" do Zé Zuca

 


Sr. Diretor
 
No dia 19 de setembro, Zé Zuca e sua trupe  estarão em na Biblioteca de Santa Cruz para lançar o segundo CD do "Estação Brincadeira na Escola", em duas sessões: às 10h e às 14h. 
 
Para isso, oportunizamos 50 vagas no turno da manhã e 50 vagas no turno da tarde destinadas a Professores Articuladores e/ou Coordenadores Pedagógicos de nossas unidades de Educação Infantil. Caso não disponha de PA ou CP, é possível se fazer representar por um professor implicado com o projeto da unidade ou mesmo pela equipe de direção. O mais importante é que não percamos essa singular oportunidade que nos permitirá usufruir de toda a potencialidade dos programas de rádio, cuidadosamente escolhidos para o trabalho  com nossas crianças.
 
As inscrições são realizadas apenas pelo link http://migre.me/g5oLP até às 15h do dia 17/09/2013.

Atenciosamente,
 
 
Alexandre Rodrigues / Tel: 82463824
Assistente II da E/SUBE/9ªCRE/GED
Matrícula 12/231.918-4
 
 

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia – Zona Oeste 2013




Sr (a) Diretor (a),
Sr (a) Coordenador Pedagógico (a)
Sr (a) Professor (a)

 Seguem as informações à respeito da 
Semana Nacional de Ciência e Tecnologia da Zona Oeste 2013:

 Local: Centro Esportivo Miécimo da Silva
 Datas: 21 e 22 de outubro - montagem dos stands.
                                       23, 24 e 25 de outubro - Integração (evento)
                          Horário: 09h às 17h
                          Tema: Ciência, Saúde e Esporte
                          Seguem em anexo (no e-mail da escola) a fichas de inscrição e de necessidades.

                          Aguardamos o envio da ficha preenchida por e-mail até 17 de setembro.
           


Atenciosamente,
Alexandre Rodrigues
Assistente II da E/SUBE/9ªCRE/GED

Matrícula 12/231.918-4


terça-feira, 10 de setembro de 2013

Meditação Pode Ajudar Criança a Se Concentrar Melhor, Diz Estudo

Estudo da Universidade de
Cambridge mostra que ensinar
meditação às crianças é positivo
Relax News

Os benefícios da meditação têm se tornado objeto de novas pesquisas que revelaram o seu poder de curar, reduzir vícios e até mesmo de tornar uma pessoa mais empática. Agora, um estudo da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, aponta que apresentar às crianças alguns ensinamentos dessa prática pode ajudá-las a se concentrar melhor.
Uma pesquisa apresentada no dia 6 de setembro de 2013 na Conferência Anual de Psicologia Cognitiva do Desenvolvimento da Sociedade Britânica de Psicologia em Reading, na Inglaterra, descobriu que um curso de formação de curta duração pode ajudar as crianças a evitar as distrações e a se concentrar mais.
Os pesquisadores recrutaram 30 crianças (meninos e meninas com idades de 10 e 11 anos) para participar de um curso de concentração como parte de seu currículo escolar.
Os pesquisadores avaliaram os efeitos do curso através de questionários e dos níveis de atenção das crianças, medidos por meio de um jogo de computador projetado especificamente para esta finalidade. Eles monitoraram mudanças na atenção ao longo de um intervalo de nove meses.
"A capacidade de prestar atenção na aula é fundamental para o sucesso na escola", diz o pesquisador Dominic Crehan. "A concentração parece ter um efeito só depois de um curso de meditação de curta duração, que as crianças gostaram".
Os pesquisadores acreditam que ainda são necessárias mais pesquisas, mas os resultados mostram que a prática pode ser importante para ajudar crianças com dificuldades de atenção, como o déficit de atenção e hiperatividade, diz Crehan.
Fonte: Uol Mulher